Mercado de Trabalho

Qual a importância social da literatura para as novas gerações?

Por Mariana Bortoletti   | 

 Tag: Mercado de Trabalho

A importância social da literatura é muito maior do que apenas entretenimento, ela pode trazer catarse, nos ajudar a entender a realidade e, também, melhorar nossa cognição. 

Neste artigo, vamos conversar sobre como a literatura pode afetar a sociedade e como pode inspirar as novas gerações. 

Você vai conferir: 

A função da literatura na sociedade
A importância social da literatura
O que diz a BNCC sobre a literatura
Como melhorar suas aulas de literatura
Torne-se um especialista
Conclusão

A função da literatura na sociedade 

A literatura é a arte das palavras, umas das muitas manifestações artísticas do ser humano. 

E dentro da literatura, existem diversos tipos de expressão, como a prosa, a ficção, a poesia, o romance, a literatura técnica, a popular, a de cordel, etc. 

O interessante é que cada uma dessas expressões tem um objetivo diferente e é pensada para um púbico diferente. 

Enquanto algumas buscam o puro entretenimento, outras objetivam passar adiante um conhecimento ou preservar um tipo de narrativa específico de uma região, por exemplo. 

Esses diferentes objetivos são chamados por estudiosos de funções da literatura e divididos em cinco categorias. Confira abaixo quais são elas: 

  1. Estética: esta função busca a admiração do leitor através da perfeição artística. Em outras palavras, a função estética quer que o leitor perceba e valorize a beleza da construção da obra. Entram aqui os poemas com rima, ritmo e métrica perfeitos, jogos de palavras, imagens criadas pelo autor, capacidade criativa e até a perfeição da própria escrita. 
  2. Político-social: já esta função busca representar a realidade. Nela, existem descrições de problemas sociais, assim como críticas, ironias e sátiras desses problemas. Não existe uma delimitação quanto ao que pode ser representado aqui, então o leitor pode encontrar a pobreza, a corrupção, o autoritarismo, o racismo e a seca, por exemplo. 
  3. Lúdica: a função lúdica faz referência ao aspecto de entretenimento da literatura. Ou seja, quando uma obra tem função lúdica, ela existe para divertir e proporcionar algum tipo de prazer, como diversão ou escape. Pode ser considerada como a função primeira da literatura, isso porque o mais comum é o leitor buscar uma obra que consiga envolvê-lo. 
  4. Catártica: por sua vez, uma obra de função catártica é aquela que objetiva provocar uma reação no leitor, trazer para ele uma espécie de “explosão de sentimento”. Em outras palavras, essa função fala sobre obras que deixam o leitor triste, alegre, com raiva, realizado, etc. Entre os textos que se encaixam aqui, a poesia é o mais conhecido. 
  5. Cognitiva: por fim, a quinta função da literatura é a capacidade de transmitir conhecimentos. Se encaixam nessa categoria aquelas obras que têm como objetivo principal ensinar algo novo ao leitor, então é comum que livros técnicos entrem aqui. 

A importância social da literatura 

Embora seja bastante falado durante os anos escolares, e depois deles, que ler é importante e traz muitos benefícios, a leitura ainda não é um hábito dos brasileiros. 

Segundo dados de um estudo do Instituto Pró-Livro, 44% da população não lê e 30% disse nunca ter comprado um livro. 

Ainda de acordo com a pesquisa, a média de livros lidos anualmente por brasileiros é de 2.43. Em comparação, a França tem uma média de 7 livros lidos anualmente. 

Outro dado interessante é a quantidade de horas investidas em leitura semanalmente. 

Na Índia, considerado o país que mais lê por uma pesquisa do NOP World, as pessoas investem 10,5 horas por semana na leitura.

Enquanto isso, no Brasil, são investidas 5,2 horas semanais. 

Ou seja, a importância social da literatura ainda não é percebida pelos brasileiros, mesmo que ela traga muitos benefícios. 

Na escola, a literatura é uma disciplina que ajuda a aumentar a compreensão do mundo e a formar estudantes intelectualmente. 

E levar o interesse da leitura para fora da sala de aula traz uma série de vantagens, como por exemplo a expansão de vocabulário, aumento de repertório cultural, diminuição de estresse, melhora na escrita e construção de uma visão mais crítica do mundo.

importância social da literatura - como incentivar as novas gerações

O que diz a BNCC sobre a literatura 

Devido ao cenário encontrado no Brasil, é muito comum que a formação literária de grande parte dos estudantes comece em sala de aula. 

É nesse ambiente que os alunos têm seu primeiro contato com a literatura, conhecem obras importantes para a história brasileira e mundial e são incentivados a ler. 

Por isso, falar sobre a importância social da literatura nos faz precisar falar sobre currículo escolar. 

É a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) que define quais são os aprendizados fundamentais para a trajetória de um aluno. 

Ela é um documento que abrange desde a educação infantil até o ensino médio, sendo, portanto, uma ferramenta que orienta e guia a elaboração dos currículos escolares. 

E onde a literatura entra na BNCC? 

Embora não explicitamente, a literatura é contemplada especialmente na terceira das dez Competências Gerais da Educação Básica. O texto da BNCC diz: 

  • Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, e também participar de práticas diversificadas da produção artístico-cultural. 

Esta é uma competência que fala sobre como o papel da escola está em se tornar um local propício à manifestação artística. 

E como a literatura é considerada uma forma de expressão artística, podemos vê-la nesta competência. 

Além disso, a base também fala sobre práticas literárias no contexto extraescolar quando fala sobre seu papel na vida cotidiana das pessoas. 

Também é interessante perceber como a BNCC cita as práticas digitais da literatura e a diversificação de formatos, estendendo a prática da leitura na escola para obras literárias, filmes, animações, HQs e paródias. 

Por fim, a BNCC também prevê a formação do leitor-fruidor, que é um estudante capaz de formular perguntas a partir de uma obra, captar as respostas, compreender a multiplicidade de sentidos e dialogar com o que lê. 

Como melhorar suas aulas de literatura 

Levando tudo isso em consideração, existem algumas práticas que professores podem promover em sala de aula para ter um papel essencial no incentivo à leitura. 

Confira quatro dicas abaixo: 

Descubra que tipo de leitura seus alunos gostam 

É importante que a literatura na escola passe pelo estudo dos clássicos nacionais e mundiais. 

Porém, quantas vezes já não ouvimos dos próprios alunos que as leituras obrigatórias são chatas? Embora necessárias, elas acabam afastando os alunos do hábito de ler. 

Então, uma maneira de contornar esse afastamento seria incorporar os temas e formatos que eles gostam de consumir em sala de aula. 

A ideia não seria substituir, mas agregar. 

Deixe os livros acessíveis 

Além de falar sobre a importância da literatura e de promover a leitura em sala de aula, tente deixar os livros mais próximos dos alunos. 

Como? Leve a turma até a biblioteca, mostre como funciona todo o processo de aluguel de livros, deixe os alunos livres para explorar e escolher suas próximas leituras, etc. 

No caminho para o incentivo à leitura, é essencial mostrar que os livros estão acessíveis, que eles não são inalcançáveis. 

Converse sobre leituras 

Uma maneira de deixar o tópico da leitura mais interessante é conversar sobre ela. Não apenas de maneira teórica e apontando sua importância histórica, mas sobre a história em si. 

O que acontece no livro pode ser uma maneira de deixar os alunos curiosos para conferir por eles próprios. O que vai acabar fazendo com que eles comecem a ler mais. 

Use a tecnologia como aliada 

Por fim, uma dica essencial é não enxergar a tecnologia como inimiga, mas como uma aliada. 

Existem diversos novos formatos de histórias para consumir nos dias de hoje, como ebooks e audiobooks, e elas podem ser maneiras interessantes de abordar a leitura. 

Ignorar a tecnologia acaba por apenas afastar os alunos e deixar a literatura cada vez mais longe da realidade deles. 

E se você precisar de ajuda em todo esse processo, confira o próximo tópico! 

Torne-se um especialista 

Queremos aproveitar este espaço para convidar você a conhecer um curso de especialização que pode ajudar bastante no processo de incentivo à leitura de estudantes. 

O curso de pós-graduação em Teorias da Aprendizagem e o Ensino de Língua Portuguesa e Literatura EAD da UCS foi criado para levantar as questões que trouxemos neste artigo e desenvolver as suas metodologias de ensino. 

Nesta especialização, você aprenderá metodologias que cobrem todos os anos escolares e a evolução de habilidades na escrita, gêneros, gramática e interpretação da literatura. 

Esta é uma ótima opção para pedagogos e professores de literatura e língua portuguesa que buscam aperfeiçoamento e atualização profissional. 

Na pós-graduação EAD UCS, você ainda recebe uma aceleração profissional, conquistando um certificado de extensão intermediário a cada 3 meses, que são os seguintes: 

  • Diversidade, Competências e Práticas Ativas no Contexto Educacional 
  • Fundamentos da Aprendizagem 
  • Linguagem, letramento e comunicação 
  • Linguagens, praticar de leitura e literatura 

E ao final, você se torna especialista com um certificado em Especialização em Teorias da Aprendizagem e o Ensino de Língua Portuguesa e Literatura 360h.  

Outra característica importante desse formato é você receber um acompanhamento profissional de carreira.  

Conheça a especialização em Teorias da Aprendizagem e o Ensino de Língua Portuguesa e Literatura EAD neste link. 

Conclusão 

Esperamos que ao chegar ao final deste artigo, a importância social da literatura, e sua importância em sala de aula, tenha ficado clara para você. 

Leia também: 

Conheça os tipos de pós-graduação e saiba a melhor opção para você  

Saiba tudo sobre a Pós +Carreira EAD UCS 

Conheça 8 vantagens da Pós +Carreira UCS