Ler o post

Organizações são movidas por pessoas. Portanto, é preciso de um excelente setor de recursos humanos para conduzir essa missão.

Por sua vez, um setor organizado requer profissionais qualificados. Assim, escolher a faculdade de RH é um ótimo caminho para quem tem “brilho nos olhos” pelo ofício de recrutar, selecionar e desenvolver talentos. 

Quer saber mais como é a faculdade de RH? Neste artigo, você vai conferir quais são as disciplinas estudadas, as áreas de atuação e os salários. Acompanhe!

duas mulheres conversando em ambiente corporativo.

O que faz um profissional de RH?

Quando pensamos no setor de RH, com certeza, o associamos com questões operacionais, como contratações, exames admissionais, relógio ponto, salário, férias e horas extras.

Porém, hoje em dia, o RH vai muito além disso. Ele é o setor responsável por manter o clima organizacional.

Desta forma, os colaboradores se sentem felizes e engajados com a empresa. Colaboradores satisfeitos tendem a permanecer mais tempo trabalhando no mesmo local. Isso diminui a taxa de rotatividade de pessoal, também conhecida como turnover.

Quer conferir quais são as atribuições do RH? Fique ligado na nossa lista:
  • Recrutar candidatos: quando surge determinada posição em algum setor, o RH compreende quais são os requisitos básicos e inicia o processo de recrutamento. Assim, em conjunto com o gestor da área, ele monta a descrição da vaga, com as principais responsabilidades e exigências. Depois, divulga a vaga para o público externo no site da empresa, no site da empresa, nas redes sociais e no LinkedIn.
    Hoje em dia, também há o processo de hunting que, diferentemente do processo tradicional, no qual as pessoas interessadas enviam os seus currículos, o profissional de RH “procura” candidatos que correspondem ao perfil exigido, entram em contato e oferecem a posição. O hunting é muito comum para cargos de gerência. Porém, com o LinkedIn, a prática se popularizou;
  • Selecionar candidatos: a seleção é processo de triagem de currículos, onde o recrutador analisa as informações enviadas pelos candidatos, seleciona perfis em potenciais e entra em contato com esses candidatos para marcar as próximas etapas, como dinâmicas de grupo, entrevistas individuais ou entrevistas com o gestor;
  • Conduzir o processo de contratação: depois de todas as etapas, provavelmente, o RH e o gestor da vaga entram em uma consenso sobre o candidato escolhido. Quando a decisão for tomada, o RH fica responsável por comunicar essa pessoa, oferecer a proposta e dar continuidade no processo de contratação como marcar exames admissionais e realizar a integração do funcionário no primeiro dia de empresa;
  • Conduzir desligamentos: o processo de desligamento de um colaborador é complexo, pois é preciso de muita empatia, cordialidade e respeito. Dessa forma, a capacidade de lidar sob pressão e administrar conflitos é fundamental. Ainda, o RH deve estar preparado com informações legais sobre como o candidato pode proceder para adquirir os seus direitos após o desligamento;
  • Calcular folha de pagamento: a folha de pagamento é a lista de remuneração paga aos colaboradores. Assim, é preciso estar muito atento aos detalhes para conduzir esse processo e, ainda, afinidade com softwares para fazer os devidos cálculos;
  • Gerenciar benefícios: além do salário, é preciso gerenciar mensalmente os benefícios dos colaboradores, depositando vale transporte, auxílio combustível, vale refeição e demais bonificações ofertadas;
  • Dar suporte aos funcionários: o setor de Recursos Humanos é responsável por gerenciar toda a experiência do colaborador na empresa. É o RH que esclarece as principais dúvidas, emite o aviso de férias e resolve conflitos.
  • Planejar estratégias de retenção de talentos: como já falamos ao longo deste artigo, mais do que funções legais e burocráticas, o RH também é responsável por fazer com que o colaborador se sinta feliz e satisfeito. Assim, ele fica encarregado por planejar estratégias de retenção, como: comemorações em datas especiais, eventuais bonificações (como o PPR, Programa de Participação de Resultados), treinamentos e capacitações e, além disso, a implementação de um plano de carreira, que é um caminho estipulado sobre as funções que o funcionário pode percorrer dentro de uma organização. Dessa forma, ele reconhece se há (ou não) oportunidades para o crescimento.

Faculdade de RH: como funciona

A faculdade de RH é um tecnólogo. Assim, a matriz curricular propõe disciplinas práticas e ligadas com o mercado de trabalho.

No EAD UCS, o curso de Gestão de Recursos Humanos tem a duração mínima de dois anos ou quatro semestres.

Ao longo do curso, o estudante terá contato com disciplinas de ética, matemática, gestão de pessoas e tecnologia da informação.

Confira a lista:
  • Comportamento e Cultura Organizacional;
  • Desenho de Cargos, Competências e Desempenho;
  • Educação Corporativa e Desenvolvimento;
  • Ética, Lógica e Argumentação;
  • Fundamentos da Economia;
  • Gestão de Negócios;
  • Gestão de Pessoas;
  • Legislação Trabalhista e Previdenciária;
  • Matemática e Estatística;
  • Planejamento, Criatividade e Empreendedorismo;
  • Processos Organizacionais;
  • Remuneração, Benefícios e Carreira;
  • Rotinas de Gestão de Pessoas;
  • Saúde, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho;
  • Sociedade, Cultura e Cidadania;
  • Tecnologia da Informação.

mulher rindo enquanto mexe em um tablet.

Onde estão as oportunidades para quem faz uma faculdade de RH?

Empresas de todos os portes e segmentos precisam de profissionais qualificados para atuar na gestão de pessoas. Isso significa que, ao fazer uma faculdade de RH, você pode trabalhar tanto no segmento de serviços, quanto no comércio ou indústria.

Quem prefere atuar como autônomo pode escolher o ramo da consultoria em gestão de pessoas ou então prestar serviços como headhunter (caçador de talentos). Há oportunidades, também, para aqueles que desejam abrir uma empresa de recrutamento e seleção ou então prestar serviços em treinamento e desenvolvimento, por exemplo.

Conforme o Guia Salarial 2021 da Robert Half, os setores em destaque para a contratação de profissionais de RH são:
  •  Energia;
  • Farmacêutica;
  • Bens de consumo;
  • Logística;
  • Agronegócio.

Qual é a média salarial para o profissional de RH?

O profissional de Recursos Humanos está em uma área promissora, com muita possibilidade de crescimento e desenvolvimento.

O Guia Salarial da Robert Half aponta cinco áreas promissoras dentro do RH em 2021. Confira a média salarial de cada um:
  • PROFISSIONAIS GENERALISTAS
Diretor de Recursos Humanos: média salarial de 22.600 a 35.900, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média varia de 29.850 a 49.000;

Gerente de Recursos Humanos: média salarial de 13.200 a 20.800, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média varia de 18.750 a 29.500;

Coordenador/Especialista de Recursos Humanos: média salarial de 8.100 a 12.700, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média varia de 9.800 a 15.450;

Analista Sênior de Recursos Humanos: média salarial de 5.550 a 8.700, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média varia de 6.400 a 10.050.
  • PROFISSIONAIS DE REMUNERAÇÃO E BENEFÍCIOS
Gerente de Remuneração e Benefícios: média salarial de 14.050 a 22.100, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média varia de 17.050 a 26.800;

Coordenador/Especialista de Remuneração e Benefícios: média salarial de 8.950 a 14.050, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média varia de 10.200 a 16.100;

Analista Sênior de Remuneração e Benefícios: média salarial de 5.950 a 9.350, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média varia de 7.100 a 11.100.
  • PROFISSIONAIS DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO/RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
Gerente de Treinamento e Desenvolvimento/Recrutamento e Seleção: média salarial de 13.000 a 20.100, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média varia de 15.350 a 24.150;

Coordenador/Especialista de Treinamento e Desenvolvimento/Recrutamento e Seleção: média salarial de 8.100 a 12.700, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média varia de 10.200 a 16.100;

Analista Sênior de Treinamento e Desenvolvimento/Recrutamento e Seleção: média salarial de 5.550 a 8.700, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média salarial varia de 6.250 a 9.750.
  • PROFISSIONAIS DE ADMINISTRAÇÃO PESSOAL
Gerente de Administração Pessoal: média salarial de 10.650 a 16.750, em empresas de pequeno e médio porte. Para empresas de grande porte, a média salarial varia de 14.100 a 22.150;

Coordenador/Especialista de Administração Pessoal: média salarial de 6.400 a 10.050, em empresas de pequeno a médio porte. Para empresas de grande porte, a média salarial varia de 8.100 a 12.700;

Analista Sênior de Administração Pessoal: média salarial de 4.650 a 7.350, em empresas de pequeno a médio porte. Para empresas de grande porte, a média salarial varia de 5.950 a 9.350.
  • BUSINESS PARTNER
Gerente de Business Partner: média salarial de 17.900 a 28.200, em empresas de médio a grande porte;

Coordenador/Especialista de Business Partner: média salarial de 7.650 a 12.050, em empresas de pequeno a médio porte. Para empresas de grande porte, a média salarial varia de 9.800 a 15.400;

Analista Sênior de Business Partner: média salarial de 5.550 a 8.700, em empresas de pequeno a médio porte. Para empresas de grande porte, a média salarial varia de 6.800 a 10.750;
O profissional de Business Partner exerce uma posição estratégica. Ele tem um profundo conhecimento sobre o mercado e os negócios. Assim, ele não trabalha somente com o time de RH, mas também com todas as lideranças da empresa e, dessa forma, garante que todas as necessidades, metas e objetivos da organização estejam sendo cumpridas.

Estude Gestão de Recursos Humanos no EAD UCS

Ficou interessado na área de RH?

O curso Gestão de Recursos Humanos EAD da UCS foi planejado para desenvolver todos os conhecimentos que um profissional precisa para ter sucesso na área.

Como mostramos acima, a grade curricular contempla assuntos sobre seleção, recrutamento e retenção de talentos, avaliação de desempenho e estratégias para proporcionar uma boa relação entre empresas e colaboradores.

Inscreva-se agora mesmo no curso de Gestão de Recursos Humanos EAD da UCS e impulsione o seu futuro profissional!

New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.