Ler o post

Você já pensou em cursar um tecnólogo? Esse tipo de formação oferece diploma de ensino superior e tem tempo de duração menor do que as graduações tradicionais!

Cada vez mais estudantes têm optado pelas graduações tecnológicas e conquistando seu espaço no mercado de trabalho. 

Contudo, ainda existem muitas pessoas que ainda tem dúvida sobre esse tipo de curso. Afinal, ele possui algumas peculiaridades e diferenças em relação ao modelo tradicional. 

Neste artigo, vamos explicar o que é um tecnólogo, quem pode fazer e quais são as principais vantagens de investir nessa formação. 

Confira
O que é tecnólogo?
Como funciona um curso tecnológico?
Quem pode cursar um tecnólogo?
Quais tecnólogos existem na atualidade?
5 razões para cursar um tecnólogo
Conclusão

tecnologo - mulher em frente ao computador e escrevendo

O que é tecnólogo?

O tecnólogo é um tipo de curso de nível superior, assim como o bacharelado e a licenciatura. 

A diferença é que essa modalidade de graduação oferece uma formação mais especializada, focada em determinada área do mercado de trabalho

Abaixo, trouxemos um exemplo para ilustrar melhor essas diferenças. 

Imagine um profissional que cursa bacharelado em Administração, em quais áreas esse profissional pode trabalhar? Diversas! Afinal, essa é uma formação mais abrangente, passando por áreas como Marketing, Finanças e Gestão de Pessoas. 

Já os tecnólogos, funcionam de forma diferente. É uma formação voltada para um segmento específico do mercado de trabalho, como Recursos Humanos, por exemplo, que que também é da área de Administração.

Ou seja, se você se interesse pela área de RH, em vez de cursar um bacharelado de quatro anos em Administração, pode ser mais benéfico investir no tecnólogo de Gestão de Recursos Humanos, tendo uma formação mais aprofundada e focada na área.  

No Brasil, os cursos tecnológicos foram criados nos anos de 1970 e, desde então, a oferta não para de crescer.

Atualmente, esses cursos são um sucesso incontestável, proporcionando formações em diferentes áreas do conhecimento e alta empregabilidade.

Como funciona um curso tecnológico?

A estrutura dos cursos tecnológicos é similar às graduações tradicionais, como bacharelados e licenciaturas. 

Assim como as outras modalidades, os tecnólogos também contam com uma grade curricular dividida por semestre, incluindo disciplinas obrigatórias e eletivas ao longo do curso.

A principal diferença está no tempo de duração. Enquanto os bacharelados e licenciaturas têm em média de 4 a 5 anos de curso, os tecnólogos têm entre 2 e 3 anos de duração, em média.

Isso acontece porque os bacharelados e licenciaturas abordam um currículo mais amplo e teórico.

Já nos tecnólogos, as matérias são mais voltadas e focadas para o mercado de trabalho, o que faz esse tipo de graduação ser mais curta. 

Além disso, muitos tecnólogos não exigem apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), mas isso varia de acordo com a instituição de ensino.  

Quem pode cursar um tecnólogo?

O único pré-requisito para cursar um tecnólogo é ter concluído o ensino médio. 

Ou seja, todos que possuem esse grau de escolaridade podem cursar um tecnólogo. 

Quais tecnólogos existem na atualidade?

tecnologo - mulher em sala de reunião com colegas diante do computador

Atualmente, no Brasil, o Ministério da Educação (MEC) distribuiu os cursos de tecnólogo em treze grandes áreas do conhecimento, que são denominadas “eixos tecnológicos”.

Confira abaixo quais são:

  • Ambiente e Saúde
  • Controle e Processos Industriais
  • Desenvolvimento Educacional e Social
  • Gestão e Negócios
  • Informação e Comunicação
  • Infraestrutura
  • Militar
  • Produção Alimentícia
  • Produção Cultural e design
  • Produção Industrial
  • Recursos Naturais
  • Segurança
  • Turismo, Hospitalidade e Lazer

Cada uma dessas áreas engloba diversos cursos. Por exemplo, o eixo de Gestão e Negócios abarca cursos como Comércio Exterior, Gestão Pública, Gestão de Recursos Humanos e Marketing. 

Essas áreas foram criadas para garantir que a oferta dos cursos atenda à demanda do setor produtivo. 

Elas são revisadas periodicamente pelo MEC e podem aumentar ou diminuir conforme a situação do país no momento.

5 razões para cursar um tecnólogo

Agora que você já sabe o que é um tecnólogo e quais são as características desse perfil de curso, vamos apresentar as principais vantagens de investir nesse tipo de graduação. Confira:

  • Curta duração

A graduação tecnológica é a ideal para aqueles que buscam uma formação acadêmica rápida e com ingresso imediato no mercado de trabalho. Afinal, esses cursos, como mencionamos anteriormente, têm de 2 a 3 anos de duração. 

Devido à duração menor do curso, a graduação tecnológica também é uma ótima opção para quem não tem condições de arcar com as mensalidades durante um período mais longo.

  • Aulas mais práticas e focadas nas necessidades do mercado de trabalho

Diferente dos bacharelados e das licenciaturas, existem poucas aulas essencialmente teóricas em uma graduação tecnológica. 

Esse tipo de curso é voltado para a demanda do mercado de trabalho e garante que o profissional formado tenha toda a experiência e conhecimento necessários para enfrentar os desafios de seu trabalho imediatamente após a formatura.

Assim, as disciplinas são sempre aplicadas à realidade das empresas e há muitas aulas práticas. 

Na maioria das vezes, o estudante de cursos tecnológicos começa a trabalhar antes mesmo de finalizar a formação universitária.

  • Permite cursar pós-graduação e prestar concurso de nível superior

A graduação tecnológica é uma formação de nível superior, tendo o mesmo peso de uma bacharelado e licenciatura no currículo. 

Em função disso, os diplomados em cursos tecnológicos estão aptos para se matricular em uma especialização, mestrado ou prestar concursos que exijam nível superior. 

O diploma é válido em todo o país.

  • Cursos reconhecidos pelo MEC

O Ministério da Educação avalia os cursos de graduação tecnológica da mesma maneira que avalia os bacharelados e as licenciaturas. 

Ou seja, existem critérios que atestam a qualidade dos cursos, como a formação dos professores, a infraestrutura da faculdade, a organização da grade curricular, entre outros.

Assim, ao escolher um curso bem avaliado pelo MEC, você se assegura de estar ingressando em uma graduação de qualidade. 

A regulamentação impede que cursos ruins tenham validade legal, de forma que é seguro estudar em uma instituição reconhecida pelo MEC.

tecnologo - quatro estudante de beca e diplomas para cima

  • Foco em nichos do mercado de trabalho

Enquanto em um bacharelado a grade curricular é ampla e permite trabalhar em uma série de áreas diferentes, na graduação tecnológica os conteúdos estudados são mais focados e preparam para nichos específicos de trabalho. 

Dessa forma, os tecnólogos são indicados para quem já tem certeza sobre a área em que deseja atuar ou pretende crescer na empresa onde já trabalha.

Por exemplo, quem quer trabalhar com Marketing pode cursar esse curso na modalidade tecnológica, sem a necessidade de estudar Publicidade e Propaganda e depois fazer uma especialização. 

O mesmo vale, por exemplo, para quem quer trabalhar com Redes de Computadores, mas não tem interesse em cursar Engenharia de Computação durante 5 anos inteiros.

Na prática, a graduação tecnológica funciona como um curso mais especializado, que permite avançar na carreira e obter conhecimento prático com rapidez. 

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre o tecnólogo, explicando o que é e como funciona esse tipo de curso. 

Se você se interessou por esse perfil de graduação, venha conhecer os tecnólogos disponíveis no EAD UCS. Confira abaixo a lista completa: 

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.
New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.