Ler o post

 Tags: Ensino Superior

A pós-graduação é um excelente caminho para quem deseja crescer no mercado de trabalho.

Hoje em dia, há diversas oportunidades para se especializar.

É preciso escolher qual o tipo de pós-graduação que mais se adequa aos nossos objetivos e necessidades.

Atualmente, as opções são divididas em Stricto Sensu (mestrado e doutorado) e Lato Sensu (MBA e especializações).

Neste artigo, vamos explicar um pouco mais sobre a pós-graduação e quais as exigências para ingressar. Acompanhe!

Afinal, o que é a pós-graduação?

A pós-graduação é o nível de formação após concluir a graduação.

Seu objetivo é especializar profissionais em áreas dentro da profissão escolhida ou, ainda, capacitando para a vida acadêmica.

Todos os profissionais com um diploma superior podem fazer uma pós-graduação, sendo bacharéis, licenciados ou tecnólogos.

Existem dois tipos de pós: Stricto Sensu e Lato Sensu. Conheça as diferenças entre cada uma delas.

A imagem mostra um estudante coberto por uma pilha de livros.

O que é a pós-graduação Stricto Sensu?

A nomeação Stricto Sensu vem do latim e significa "em sentido estrito". Essa classe compreende programas de mestrado e doutorado.

Tanto o mestrado, quanto o doutorado são opções para quem deseja seguir na carreira acadêmica, como professor e pesquisador.

Aqui, vai uma observação. Quem se forma numa graduação de licenciatura, está habilitado para dar aulas no ensino básico, que compreende os níveis fundamental e médio.

Já para dar aulas no ensino superior, é preciso fazer mestrado e, em alguns casos, doutorado.

Caso o profissional licenciado queira seguir carreira acadêmica, é preciso ingressar em uma pós-graduação Stricto Sensu.

Mestrado acadêmico e profissional

O mestrado acadêmico é focado em novas contribuições e pesquisas para a área acadêmica. Seu objetivo é formar professores e pesquisadores.

Ao final do curso, o estudante defende a sua dissertação e recebe o grau de mestre.

A dissertação é um trabalho acadêmico que visa contribuir com reflexões ou análises sobre um tema específico.

O tema de uma dissertação não precisa ser inédito, como ocorre na tese de Doutorado, que vamos explicar posteriormente. Contudo, você precisa trazer um olhar inédito, ou seja, o seu olhar para a sua abordagem.

Também há o mestrado profissional, voltado para a capacitação de profissionais.

O estudante realiza sua pesquisa normalmente, mas com um foco de aplicá-la na sua trajetória profissional, atendendo uma demanda específica. Resumidamente, é uma pesquisa aplicada na vida real.

O período de duração do mestrado costuma ser de dois anos.

Doutorado

O doutorado também é voltado para a formação de professores e pesquisadores. Porém, costumam ser mais aprofundados e, assim, de maior duração: entre quatro e cinco anos.

Para receber o título de doutor, o estudante precisa defender sua tese.

Diferentemente da dissertação, a tese é um problema inédito. Ela deve trazer uma ideia, um método ou uma descoberta advinda de uma exaustiva pesquisa científica.

Como fazer uma pós-graduação Stricto Sensu?

A pós-graduação Stricto Sensu é normatizada e avaliada pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

As instituições de ensino possuem autonomia para definir como o processo seletivo será realizado. Assim, a forma de ingresso varia bastante. 

Sempre confira o edital no site da instituição de ensino que você pretende ingressar.

Normalmente, é exigido uma prova de conhecimentos sobre a sua área de formação, exame de proficiência em línguas estrangeiras e, ainda, um projeto de pesquisa.

O projeto de pesquisa é um documento que registra como será a estrutura do seu trabalho acadêmico para o mestrado e doutorado, constando:

  • O tema da sua pesquisa;
  • O problema que sua pesquisa visa responder;
  • Quais são os objetivos gerais e os específicos;
  •  Justificativa sobre a relevância da pesquisa;
  • Qual metodologia será utilizada para desenvolver sua pesquisa;
  • Cronograma de realização;
  • Referencial teórico.

Posso fazer o Doutorado antes do Mestrado?

Na lei que regulamenta a pós-graduação no Brasil, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior determina que, apesar de hierarquizados, o mestrado não é uma condição indispensável para se inscrever no doutorado.

No entanto, o mestrado pode ser encarado como etapa preliminar na obtenção do grau de doutor.

O que isso significa?

Embora não seja uma regra, muitas instituições de ensino exigem que o estudante faça o mestrado antes do doutorado.

Isso porque o doutorado deve ser encarado como um estudo mais aprofundado. Assim, boa parte da bagagem do mestrado vai contribuir na sua trajetória acadêmica.

Para ingressar diretamente no doutorado, você precisa desenvolver um bom projeto de pesquisa (inédito, lembrando!) para convencer a comissão de avaliação e, ainda, ter um forte currículo em experiências acadêmicas.

A imagem mostra uma mulher, com unhas pretas, mexendo em um notebook.

O que é a pós-graduação Lato Sensu?

Lato Sensu vem do latim e significa “em sentido amplo”. Essa categoria engloba as especializações e o MBA.

Sua duração é mais curta em comparação com a pós-graduação Stricto Sensu, variando de um a dois anos.

Para ser reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), a Instituição de Ensino precisa oferecer, no mínimo, 360 horas de aula.

Ao final do curso o aluno obterá certificado e não diploma

Diferentemente do Mestrado e Doutorado, para concluir uma pós-graduação Lato Sensu, não é preciso defender uma dissertação ou tese.

Antes, era preciso realizar um artigo final ou um trabalho de conclusão de curso (TCC) para adquirir o certificado.

Contudo, em 2018, o Ministério da Educação emitiu uma resolução de que a avaliação final fica a critério de cada Instituição de Ensino.

Assim, publicar um artigo ou fazer TCC não são exigências. As instituições podem escolher o método que melhor se adapte a sua proposta curricular.

Mas, lembre-se: essa regra é válida somente para a pós-graduação Lato Sensu. Para Stricto Sensu, permanece a obrigatoriedade de defesa de dissertação ou tese.

Quais são as diferenças entre especialização e MBA?

O MBA (Masters In Business Administration) é direcionado para quem tem interesse em cargos de gerência e em áreas administrativas.

Ou seja, para quem almeja ser um executivo de uma companhia ou um empreendedor.

Já os cursos de especialização são para quem quer aprofundar conhecimentos em determinada área de afinidade.

Normalmente, pessoas com cargo de gerência ou que estão perto dessa posição, optam por fazer um MBA.

Por outro lado, estudantes recém-formados, que desejam incrementar seu currículo, escolhem a especialização.

A especialização também é uma opção interessante para pessoas já formadas há algum tempo que desejam atualizar seus conhecimentos.

Como fazer uma pós-graduação Lato Sensu?

Segundo o Ministério da Educação, a exigência mínima para ingressar numa pós-graduação Lato Sensu é o diploma de graduação.

Apesar do caráter mais “livre”, algumas áreas de pós-graduação, como no caso da saúde, podem exigir diploma de graduação em saúde, devido aos conhecimentos prévios que o estudante deve ter na área.

Assim, é sempre indispensável dar uma olhada no que o edital está solicitando. 

Especialização e Pós-Graduação são a mesma coisa?

A especialização é um tipo de pós-graduação.

Muitas pessoas pensam que apenas as especializações são consideradas uma pós, porém mestrado, doutorado e MBA também são.

Como definimos acima, a diferença é o caráter:

Lato Sensu para especialização e MBA, com foco em atualização de conhecimentos e aplicação no mercado de trabalho.

Stricto Sensu para Mestrado e Doutorado, com foco na carreira acadêmica, como pesquisador e professor universitário.

Posso fazer pós-graduação a distância?

Para a pós-graduação Lato Sensu é possível, desde que a instituição de ensino esteja devidamente credenciada no Ministério da Educação.

Já para a pós-graduação Stricto Sensu é diferente, visto que se trata de uma medida recente.

Em 2019, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES ) regulamentou a pós-graduação Stricto Sensu a distância. Antes disso, era possível oferecer apenas pós-graduação Lato Sensu a distância.

Conforme informações oficiais, apuradas em 2020, apenas propostas para a criação de cursos de mestrado a distância haviam sido aceitas pela instituição.

Quais são as vantagens de fazer uma pós-graduação?

Sabemos que o estudo requer comprometimento, tempo e investimento. Assim, fazer uma pós-graduação é uma decisão desafiadora, não é mesmo?

Reunimos as três principais vantagens de cursar uma pós-graduação para ajudar você na hora de tomar sua decisão.
  1. Melhores Oportunidades: Independente do tipo, uma pós-graduação oferece melhores oportunidades no mercado de trabalho. As empresas estão, cada vez mais, buscando profissionais qualificados. Ter algum tipo de pós-graduação no seu currículo é, com certeza, um diferencial.

  2. Promoções e avanço de cargos: Quanto mais conhecimento você adquire, melhor preparado você estará para galgar novos cargos. É por isso que uma pós-graduação pode te ajudar a ganhar promoções no seu trabalho. Assim, você mostra para seu gerente que é um profissional disposto a buscar atualização constante. No caso do MBA, em específico, é uma grande oportunidade para quem almeja cargos de gestão.

  3. Crescimento enquanto profissional: Tudo o que você adquire fará diferença na sua formação enquanto profissional. O estudo pode aumentar sua capacidade de pesquisa, análise e solução de problemas. Características essenciais para se envolver e desempenhar projetos dentro da sua empresa.

E as vantagens de fazer uma pós-graduação a distância?

A pós-graduação é direcionada para estudantes que já se formaram e estão no mercado de trabalho.

Assim, o EAD é uma ótima opção para quem quer conciliar estudos e vida profissional.

Como as aulas são on-line, você pode acessá-las onde e quando quiser, conforme sua disponibilidade.

Além disso, a economia costuma ser maior, já que as mensalidades do EAD são mais baratas e não há gastos com deslocamento até a instituição de ensino.

E tem mais: o diploma de um curso EAD é o mesmo do presencial.

Mas para usufruir de todas essas vantagens, é preciso escolher uma Instituição de Ensino de qualidade, que dê suporte para que sua experiência seja a melhor possível.

Com 53 anos de atuação, a Universidade de Caxias do Sul é uma referência no ensino superior do Rio Grande do Sul.

Na pós EAD UCS, as aulas são elaboradas por profissionais especializados e experientes no mercado de trabalho, sempre conectando teoria com cases reais.

Em sintonia com o mercado, em março de 2021, a UCS passou a oferecer mais de 40 novos cursos de Pós-Graduação EAD no seu portfólio.

Agora, é possível escolher mais de 67 opções nas áreas de tecnologia, negócios, saúde, comunicação, educação, ciências jurídicas e sociais.

São diversas oportunidades para o seu crescimento profissional! 

Ficou interessado? Conheça mais sobre as vantagens de fazer uma pós-graduação EAD na UCS.

New call-to-action
New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.