Ler o post

 Tags: EAD

Estudar a distância é um desafio para muitas pessoas. Para encará-lo é preciso ter muita motivação e comprometimento.

A EAD traz muitas vantagens, como a autonomia em escolher quando e onde estudar. Isso beneficia, sobretudo, quem trabalha e quer alavancar sua carreira.

Mas essa flexibilidade, às vezes, pode trazer confusão para os estudantes sobre o que fazer.

Fique tranquilo! A chefe de tudo é ter muita organização e extrair, o máximo possível, dos benefícios que essa modalidade, que está se consolidando cada vez mais, pode trazer.

Neste artigo, vamos compartilhar 13 dicas para estudar EAD e melhorar seu desempenho nos estudos.

1. Fique sempre atento ao Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)

Em uma aula presencial, você precisa se deslocar todos os dias até a instituição de ensino. Cada aula segue um cronograma e apresenta um conteúdo novo.

A mesma lógica funciona para o ensino a distância. Por isso, fique sempre atento aos prazos e aos conteúdos propostos pelos professores.

A partir disso, organize-se para evitar surpresas! As avaliações são previamente marcadas e sinalizadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

Anote essas datas e distribua seu tempo para estudar e revisar os assuntos. Não deixe tudo para última hora, pois isso gera sobrecarga e desmotivação.

monte-uma-agenda

2. Monte uma agenda

Para estudos a distância a organização é fundamental. Uma boa ajuda para se organizar melhor é adotando uma agenda.

Pode ser física ou on-line, em plataformas como o Google Calendar ou o Trello.

O importante é você achar um jeito que se adapte melhor para anotar suas tarefas diárias e lembrar de suas atribuições.

A organização é um dos passos primordiais para quem estuda a distância.

Anote datas importantes, como:

  • Data de início e término do semestre
  • Data das provas e avaliações
  • Feriados e compromissos
  • Reserve um espaço, também, para o lazer

3. Defina seus horários

Na sua agenda, é importante elencar quais horários você tem disponível para estudar. 

Caso você trabalhe durante o dia, reserve um horário a noite para os estudos.

Em sua agenda, procure listar todos os seus compromissos diários para clarear sua mente e perceber em quais espaços de tempo você pode se dedicar. 

Essa é, inclusive, uma das facilidades do ensino a distância: estar no controle dos seus horários de estudo, conforme sua rotina. Ainda, tem a economia de tempo no deslocamento.

4. Faça pequenas pausas

Procure não estudar por tempos muito longos sem fazer pausas.

Esses momentos de descanso, por mais pequenos que sejam, ajudam o nosso cérebro a espairecer e, depois, retomar a concentração plena.

Uma boa dica é tentar praticar a Técnica Pomodoro.

Desenvolvida no final dos 80 pelo italiano Francesco Cirillo, essa técnica promete ajudar a manter o foco e a produtividade, distribuindo os seus afazeres por ciclos.

Primeiro, você escolhe uma tarefa essencial. Depois, você a desenvolve com foco pleno durante 25 minutos. Após esse tempo, você faz uma pausa de cinco minutos. E vai repetindo esse jogo de “25 minutos desenvolvendo a tarefa + 5 minutos de descanso” até quatro vezes. Ao final desse ciclo, você faz uma pausa mais longa de 15 a 30 minutos.

Há vários aplicativos gratuitos que você pode baixar no seu celular para cronometrar esse tempo.

5. Não procrastine

Conforme o dicionário, procrastinar é o famoso “deixar para depois”.

O pior efeito da procrastinação é a sobrecarga. Isso porque, o “depois” pode acabar se tornando diversos conteúdos acumulados, diversas páginas por ler e diversas atividades para fazer. Tudo isso, é claro, num prazo bem mais curto.

Assim, é importante encarar os estudos como um compromisso diário e não procrastinar.

6. Não tenha medo de fazer perguntas

É muito importante que, durante o estudo, você anote todas as suas dúvidas e as envie para o tutor da disciplina.

Estudar a distância não implica na falta de contato com algum mediador. Os tutores estão sempre disponíveis para esclarecer qualquer eventuais pendências. 

Por isso, utilize essa ferramenta, disponível no seu Ambiente Virtual de Aprendizagem.

7. Minimize as distrações

As tecnologias são ótimas ferramentas, porém, na hora dos estudos, é preciso minimizar as distrações e focar nas coisas importantes.

Evite abrir redes sociais, como WhatsApp, Facebook e Instagram e, também, evite estudar com a televisão ligada.

Essas distrações podem atrapalhar o seu foco e a sua capacidade de absorver o conteúdo.

Minimizar não significa, contudo, proibição. Caso precise acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem, pesquisar uma vídeo aula ou, ainda, realizar uma pesquisa específica, acessar a internet é uma necessidade. 

O segredo é manter o foco e direcionar nossas esforços para aquilo que é necessário no momento.

8. Utilize a tecnologia ao seu favor

Como dissemos no tópico acima, a tecnologia não é nossa vilã na hora dos estudos, contanto que saibamos como usá-las.

As redes sociais são ótimos meios de compartilharmos experiências e, é claro, aprendermos um pouco com a experiência de outras pessoas.

No Instagram, há a hashtag #studygram. Nela, é possível encontrar diversos posts de estudantes que dão dicas de estudos, contam suas rotinas, compartilham resumos com conteúdos, dicas de papelaria e métodos para estudar.

Podemos aproveitar alguns momentos para navegar nesses perfis e encontrar dicas bacanas que vão agregar na nossa experiência.

9. Trace metas realistas

É muito importante traçar metas. Porém, elas precisam ser realistas.

Não prometa ler um livro todo em apenas um único dia. Completar a tarefa é até possível, mas, o primordial é: o quanto você aprendeu com o conteúdo?

A balança entre quantidade e qualidade deve estar sempre em pauta.

Ao traçar metas realistas, você otimiza melhor o seu tempo e aprende com qualidade.

Voltando ao exemplo do livro: procure distribuir os capítulos por dias. Ao concluir cada um deles, procure refletir sobre os conhecimentos proporcionados. Faça resumos, aprofunde o conhecimento com pesquisas complementares.

Encare o aprendizado como uma construção diária. Você verá que, aos pontos, o ato de estudar vai ser incorporado na sua rotina e as coisas vão ficar mais leves.

Se você está com dificuldade em estabelecer suas metas, tente experimentar o método SMART.

A palavra SMART reúne cinco princípios: S (específica), M (mensurável), A (atingível), R (relevante) e T (temporal).

Vamos a um exemplo.

S (específica): Defina o que você quer atingir de um modo claro e preciso.
Ler o capítulo 1 do livro de Marketing

M (mensurável): O que determina que você atingiu o seu objetivo? Como você pode medir o seu progresso?
Concluir o capítulo 1 do livro de Marketing até sexta-feira à tarde

A (atingível): A meta é realista e está ao seu alcance?
Certifique-se de que você tem tempo hábil para concluir o capítulo 1 até sexta-feira à tarde. Caso você tenha diversos compromissos para cumprir, provavelmente o prazo não será respeitado.

R (relevante): Porque concluir essa meta é importante?
É importante para fazer as atividades propostas para a disciplina do curso de Marketing.

T (temporal): Em quanto tempo você consegue atingir a meta?
Até sexta-feira à tarde.

Para tarefas muito longas, a dica é dividi-las em partes menores e mais gerenciáveis.

10. Crie um espaço de estudo

Você pode montar um escritório, colocar uma escrivaninha no seu quarto ou, até mesmo, reservar um espaço na mesa da sala.

O importante é que seja um local calmo e tranquilo, sem distrações ou barulhos, bem iluminado e que tenha uma cadeira confortável para que você mantenha sua postura na hora de estudar.

Também tem que ser um local organizado, pois a bagunça pode distrair você e tirar o seu foco.

Nesse local, disponha de blocos, agendas, lápis, canetas e outros materiais para não interromper sua linha de raciocínio para procurar objetos.

11. Tenha momentos de lazer

Assim como é importante ser organizado e fazer pequenas pausas durante o estudo, você também deve reservar momentos para o lazer.

Aproveite esse tempo para assistir um filme, sair com os amigos ou com a família, ler um livro por hobbie ou praticar algum instrumento musical.

Essas ocasiões vão auxiliar sua mente a relaxar. 

12. Mantenha seus documentos organizados

Os arquivos on-line modificaram nossas vidas. Tudo ficou mais fácil e prático de acessar. Todavia, às vezes, precisamos de cuidado para não deixar tudo uma bagunça.

Procure manter seus arquivos de estudos organizados. Você pode colocá-los em uma pasta na nuvem, mas também em sua área de trabalho ou em pen-drive para garantir o acesso caso você tenha problemas com a internet em determinado momento.

13. Descubra o seu estilo de aprendizagem

Cada um de nós aprendemos de um jeito diferente e temos aptidões diversas. A chave é experimentar diversos estilos de aprendizagem e conhecer qual melhor se adapta conosco.

Visual: gosta de ver slides, esquemas, resumos e infográficos;
Auditiva: gosta de ouvir palestras e discutir o assunto estudado;
Cinestésica: gosta de escrever resumos e aprende com abordagens mais práticas e ativas.

Conclusão

O estudo a distância pode ser individual, mas não é solitário. Há diversas ferramentas disponíveis para otimizar sua experiência e pessoas disponíveis para te ajudar, como os tutores.

É fundamental ter organização, estabelecer metas realistas e encarar o aprendizado como um hábito. Aos poucos, estudar será uma atividade consolidada na sua rotina.

Se você gostou deste conteúdo do blog EAD UCS, aproveite também para conferir o artigo sobre quais as opções existentes de Métodos de Estudo e como aproveitá-las. 

New call-to-action
New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.