Ensino Superior

Como aprender cálculo diferencial e integral e se dar bem na engenharia

Por BLOG DO EAD UCS   | 

 Tag: Ensino Superior

As carreiras de engenharia estão entre as que mais empregam e pagam os maiores salários do país. No entanto, as disciplinas de Cálculo são famosas pela alta porcentagem de retenção de estudantes, causando insegurança entre os discentes. 

Só que aprender Cálculo Diferencial e Cálculo Integral pode ser mais fácil do que você imagina! Aprenda a diferença entre os dois tipos de Cálculo e confira 8 dicas de como aprender Cálculo de modo definitivo para se dar bem na Engenharia. 

Você vai ver por aqui: 
Para que serve o cálculo diferencial e integral 
Diferença entre cálculo diferencial e integral 
8 dicas para aprender cálculo 
Cursos que têm cálculo diferencial e integral na grade 

Aprenda a diferença entre cálculo diferencial e integral

Para que serve o cálculo diferencial e integral 

A disciplina de Cálculo tem o objetivo de ensinar aos estudantes a capacidade de compreender e resolver problemas dentro e fora da Matemática. Isso porque a disciplina aprofunda os conhecimentos obtidos ao longo da Educação Básica sobre como empregar fórmulas, conceitos e equações. 

No Cálculo, os objetos básicos de estudo são as funções. Na disciplina, elas são compreendidas sob variadas perspectivas, com o uso de fórmulas, gráficos, dados e relações entre quantidades, 

Do mesmo modo, há três conceitos-chave, os limites, as derivadas e as integrais, que serão empregados a partir das perspectivas citadas acima. Ter clareza quanto às perspectivas e aos conceitos-chave é fundamental para a compreensão da disciplina e suas aplicações.  

Diferença entre cálculo diferencial e integral 

Pode-se dizer que o Cálculo é o estudo das funções, por alterações nas variáveis. Quando essas mudanças são pequenas, elas integram o Cálculo Diferencial; quando essas mudanças são pequenas e cumulativas, tem-se o Cálculo Integral. 

Deve-se ter em mente que essas duas áreas do Cálculo estão relacionadas. Além disso, a Matemática é uma linguagem própria, com suas regras e vocabulário, sendo uma espécie de idioma do universo científico das Ciências Exatas.  

8 dicas para aprender cálculo 

Não existe um único jeito de aprender Cálculo. Existem vários! Isso porque alguns hábitos, quando combinados, facilitam o aprendizado e a compreensão sobre a disciplina. 

Confira 8 dicas de como aprender Cálculo. 

Preste atenção na aula  

Sim, pode parecer meio óbvio, mas há quem não faça isso! Alguns discentes entram no Ensino Superior com a mesma postura que tiveram ao longo do Ensino Médio. Só que, nesta nova etapa, os desafios são maiores, então o esforço também precisa ser maior.  

O professor vai apresentar os conceitos centrais da disciplina, além de passar uma série de exercícios que, muito provavelmente, serão parecidos com os cobrados em trabalhos, provas e outras avaliações.  

Além disso, quem aprende durante a aula acaba tendo mais facilidade em tirar boas notas. Às vezes, mesmo prestando atenção, o conteúdo é difícil de ser compreendido. Se esse for o seu caso, não se desespere! É só conferir as próximas dicas. 

Estude por materiais complementares  

Existem diversos tipos e formatos de materiais complementares. Ainda mais atualmente, em que há diversas plataformas de ensino e canais com conteúdos educativos gratuitos ou com preços acessíveis.  

Videoaulas, podcasts, artigos científicos, listas de exercícios: a lista de materiais complementares que podem ser utilizados para melhorar a sua compreensão sobre a matéria é grande. 

O recomendado é explorar e consultar diversos conteúdos em diferentes formatos e plataformas. Isso porque determinado professor pode explicar melhor um conceito, enquanto outro ensina algum macete ou mesmo uma regra pouco comentada. 

Aprenda a teoria  

Há quem ache que, em Matemática, fazer exercícios é necessário e suficiente para compreender o conteúdo. Só que não é exatamente assim que funciona. A teoria também é fundamental para que se entenda a aplicação dos conceitos.  

Por isso, antes de montar uma extensa lista de exercícios, tenha os conceitos já bem compreendidos. Isso evitará erros e uma possível frustração.  

Monte uma lista de exercícios  

Sim, eles são inevitáveis. Após compreender e entender os conceitos, é chegada a hora de aplicá-los. E, tratando-se de Matemática, o melhor modo de verificar a compreensão sobre determinado assunto é fazendo exercícios. 

Isso se aplica a Cálculo. A prática é parte fundamental do processo de aprendizado. Faça a resolução de exercícios com diferentes graus de dificuldade e que mobilizem diferentes conceitos de Cálculo entre si.  

Monte um grupo de estudo 

Em uma sala de aula, costuma haver estudantes com dificuldade ou facilidade sobre um mesmo conteúdo. Nesse contexto, nada melhor do que montar um grupo e estudar em conjunto com outro discente que domina a disciplina, não é mesmo? 

Isso porque ele tem acesso aos mesmos materiais e à mesma aula, em sala, que você. Assim, é maior a chance de estarem alinhados quanto ao nível das questões da prova ou com os conceitos que serão cobrados no exame.  

Por isso, um grupo de estudo é uma opção, ainda mais quando diversos estudantes possuem dificuldade. Muitas vezes, a dúvida de um é a mesma de muitos. E vários estudantes, juntos, tendem a encontrar uma resposta com mais facilidade e rapidez do que um estudante sozinho. 

Monte um cronograma de estudo  

Como vimos, há diferentes conceitos que são importantes na disciplina de Cálculo. Por isso, montar um cronograma de estudo é fundamental. Ele serve tanto para que se consiga perceber, exatamente, quais são os conceitos-chave, que devem ser estudados primeiro, como para dimensionar quantas horas por dia ou por semana precisam ser dedicadas ao estudo da disciplina. 

Faça aulas particulares  

Você já seguiu todos os passos anteriores: prestou atenção na aula, estudou por meio de materiais complementares, se dedicou a entender a teoria e os conceitos centrais, montou um grupo de estudo, elaborou um cronograma, mas ainda está com dificuldade? 

Então, talvez esteja na hora de investir em aulas particulares. Como em uma aula particular o atendimento é individualizado, as chances de ter as dúvidas sanadas são maiores.  

Por isso, se for preciso, não hesite: procure um professor particular. Não pense no gasto, mas no investimento, que irá otimizar o seu tempo e dinheiro investidos na graduação. 

Cursos que têm cálculo diferencial e integral na grade 

Existem diversos cursos com a disciplina de Cálculo. Se você gosta de contas, eles podem ser para você!  

Conheça melhor alguns cursos que têm cálculo diferencial e integral na grade de disciplinas. 

Matemática 

O curso de Matemática é oferecido nas modalidades de bacharelado e licenciatura. Ambas modalidades contém a disciplina de Cálculo. A diferença entre os cursos é que o de licenciatura forma professores para atuar no Ensino Básico, enquanto o bacharelado forma matemáticos para trabalhar com pesquisa científica e Matemática Aplicada. 

Engenharia Ambiental 

A relação entre homem e meio-ambiente vem ganhando cada vez mais destaque na mídia e chamando a atenção de governos e da sociedade, em geral. Nesse contexto, o engenheiro ambiental tem sido um profissional requisitado pelo mercado de trabalho. 

Na graduação, o estudante aprende a trabalhar com sistemas, equipamentos e técnicas para entender e combater a poluição, conseguindo, por exemplo, recuperar seus danos. 

Engenharia de Alimentos 

A Engenharia de Alimentos forma profissionais aptos a trabalharem com a industrialização de produtos alimentícios. Nesse caso, o engenheiro de alimentos deve analisar desde a seleção da matéria-prima até o transporte e armazenamento dos produtos. 

Ao longo do curso, o discente aprende como preparar e desenvolver novos processos de fabricação de alimentos com segurança e qualidade, além de novas tecnologias, pesquisas e testes. 

Engenharia de Materiais 

O curso de Engenharia de Materiais forma profissionais aptos a pesquisar novos materiais e encontrar soluções. O engenheiro de materiais também pode fazer gestão e supervisão de projetos e processos de produção, transformação e uso de materiais.  

Engenharia de Produção 

A graduação em Engenharia de Produção forma profissionais que podem otimizar a eficiência do processo produtivo de uma indústria ou empresa. O engenheiro de produção é um profissional apto a dimensionar e gerenciar processos, com o intuito de reduzir custos e aumentar a margem de lucro. 

Logística  

O curso de Logística forma profissionais aptos a planejar, organizar e controlar a movimentação de produtos e fluxos de produção. O profissional da área é o responsável por decidir quando e quanto determinado produto será comprado, recebido e armazenado; posteriormente, como será distribuído e entregue ao consumidor final. 

Assim, é de se imaginar que o profissional da área entenda conceitos de Estatística e Cálculo, afinal, a Matemática é um dos seus principais instrumentos de trabalho. 

Estatística 

O estatístico faz o levantamento, o processamento e a análise de dados sobre determinado fluxo ou situação. Entre as suas funções, está a de fornecer informações e estimativas com a menor margem de erro possível. E tudo por meio de cálculos! 

Como o trabalho na área exige conhecimentos avançados em Matemática, a disciplina de Cálculo integra a grade de disciplinas do curso. 

Automação Industrial 

Como o nome sugere, essa atividade profissional está relacionada com a indústria e os seus processos produtivos. O profissional da área deve modernizar e otimizar os processos, projetando ou melhorando máquinas e equipamentos diversos. 

Para isso, ele deve desenvolver componentes, criar e instalar softwares, entre outras funções. O curso é da área de Ciências Exatas e a disciplina de Cálculo é uma entre muitas que exige conhecimento em Matemática. 

_______________ 

Você pode se interessar também: